18 3901 8000

Fundação Hospital do Câncer

Início » Hospital do Câncer

Conquista regional: Santa Casa cedeu terreno para construção do Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente

O Hospital Regional do Câncer de Presidente Prudente (HRCPP) teve seu início idealizado por um grupo de voluntários liderados por Antônio Sérgio Querubim.  Ele sofria com o câncer e precisava realizar cansativas viagens até São Paulo. O objetivo era facilitar o acesso dos moradores da região ao tratamento do câncer, evitando os deslocamentos a outros centros. Em 1997, foi criada uma comissão pela construção do Hospital do Câncer de Presidente Prudente.

Para viabilização do projeto, buscou-se apoio junto à comunidade prudentina e da região e, principalmente, junto à Provedoria da Santa Casa para que cedesse o espaço necessário à construção do hospital. As reivindicações foram atendidas e assim, foram dados os primeiros passos em prol da obra. Muitas campanhas e doações foram realizadas, membros do agronegócio coordenaram “Mega Leilões” para angariar fundos. A assinatura do contrato com o título de capitalização SP CAP também foi de extrema importância visto que, direciona parte da rentabilidade ao HRCPP.

Previsto para funcionar em anexo à Santa Casa, o projeto foi ampliado para o recebimento de uma verba, destinada pelo Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Procuradoria da República, que buscava permitir o término da obra. Para liberação do recurso foi necessária a criação de uma Fundação, assim, mediante a doação do terreno pela Santa Casa, nasceu em 2009 a Fundação Hospital Regional do Câncer da Santa Casa de Misericórdia de Presidente Prudente, uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos.

Em outubro de 2015 entrou em funcionamento o primeiro setor de atendimento do hospital, o Centro de Radioterapia. Entre os serviços em funcionamento, estão: radioterapia, quimioterapia, ambulatório, ambulatório de prevenção, pequenas cirurgias, ultrassom, cirurgias de média e alta complexidade (mama e próstata) e internações parciais. Só neste ano, de janeiro a outubro, foram realizados mais de 45 mil atendimentos. Mesmo com os serviços oferecidos, a unidade ainda não tem o credenciamento ao SUS (Sistema Único de Saúde).  O hospital conta com parceria da Santa Casa de Presidente Prudente, no que diz respeito à soma de recursos financeiros, no entanto, os repasses ainda não suprem a demanda de procedimentos.